Você já deve ter visto em diversos conteúdos publicados aqui em nosso blog alguns tempos muito comuns usados pelo setor imobiliário quando quer fazer alusão a algum conceito. Isso envolve desde siglas de termos financeiros até questões envolvendo o empreendimento em si.

Pensando em facilitar sua busca por apartamentos novos, o Meu Imóvel preparou um glossário imobiliário para revelar o significado de muitos dos termos comuns usados no dia a dia. Confira detalhes sobre essas expressões e como elas podem te ajudar a encontrar um imóvel de acordo com seu perfil.

Alienação fiduciária

Normalmente, a alienação fiduciária ocorre quando um imóvel é dado como garantia durante o pagamento da dívida até sua total quitação. Contudo, o proprietário pode continuar fazendo uso do bem, mas precisa se atentar a alguns requisitos caso queira alugá-lo ou vendê-lo durante o processo.

Amortização

Denomina-se amortização toda vez em que alguém deseja diminuir o saldo devedor, pagando boa parte do valor de uma vez só. Normalmente, isso acontece quando a pessoa conseguiu juntar algumas economias e, para se livrar logo da dívida, resolve usá-las na quitação.

Outro tipo de amortização possível envolve a diminuição do valor de cada prestação, mantendo a mesma quantidade de parcelas. Isso acontece, em muitos casos, quando o devedor deseja quitar boa parte do débito de uma só vez a fim de reorganizar seu orçamento e passar a pagar menos nos meses seguintes.

Área comum

A expressão área comum é usada no mercado imobiliário ao fazer referência a todos os espaços compartilhados dentro de um condomínio. Tal termo não só abrange os ambientes da área de lazer como também o hall de entrada, corredores e outros espaços de uso compartilhado.

Cadastro de imóveis

Cadastro feito pela prefeitura de um município com todos os imóveis construídos dentro dos seus limites territoriais. Nesse caso, todas as propriedades precisam estar cadastradas a fim de se manterem regularizadas.

Certidão de Registro de Imóveis

Documento no qual é capaz de comprovar a legitimidade do imóvel, bem como comprovar que ele pertence a um proprietário. Além disso, neste papel, deve constar todo o histórico da propriedade desde o momento de sua construção.

Contrato de compra e venda

No caso de apartamentos novos, o contrato de compra e venda é emitido quando alguém decide fechar negócio no imóvel. Nele, é preciso estar mencionadas todas as informações necessárias sobre o valor, tamanho, prazo de entrega e outras especificidades do bem a ser adquirido.

Habite-se

O Habite-se é uma certidão emitida pela prefeitura quando a construção de um apartamento já terminou e, por esse motivo, está pronto para ser ocupado. Antes deste papel ser emitido, a propriedade precisa ser vistoriada a fim de verificar se não há irregularidades e atende todos os requisitos de segurança necessários.

INCC

INCC significa Índice Nacional de Custos da Construção e é cobrado das pessoas durante o período de construção dos empreendimentos imobiliários. Ao definir seu valor, são levados diversos fatores em consideração, sendo o principal o valor dos materiais e mão de obra.

ITBI

O Imposto de Transmissão de Bens Imóveis é pago por todas as pessoas que compraram um apartamento seja na planta, em obras ou pronto. Na cidade de São Paulo, corresponde a 2% do valor total da propriedade, podendo variar de acordo com cada município.

Pé-direito

Corresponde a altura de cada andar do edifício entre o chão e o teto. Normalmente, seu valor varia entre 2,5 e 2,9 m. Há ainda o pé-direito duplo e elevado com o dobro da medida do padrão no caso do primeiro, e com altura superior a 3,5 m no segundo.

Prefeitura Regional ou subprefeitura

Órgão responsável pela administração de um conjunto de distritos de uma cidade. Em São Paulo, por exemplo, existem 32 subprefeituras distribuídas nas zonas leste, norte, sul, oeste e central em áreas pré-delimitadas e características distintas.

SAC

Como o nome já diz, o Sistema de Amortização Constante mantém o mesmo valor de amortização em todas as prestações do financiamento imobiliário. Dessa forma, tanto o valor de cada parcela, quanto os juros cobrados vão diminuindo ao longo dos meses.

SACRE

O Sistema de Amortização Crescente faz as primeiras parcelas de um financiamento serem mais elevadas. Ao longo dos meses, conforme forem sendo quitadas, seu valor vai diminuindo. Um dos diferenciais desse modelo é o uso da TR (Taxa Referencial) no cálculo das amortizações.

SFH

O Sistema Financeiro da Habitação, por meio de recursos das cadernetas de poupança e FGTS, consegue disponibilizar uma quantidade de crédito as pessoas que desejam contratar um financiamento. Atualmente, imóveis avaliados em até R$ 1,5 milhão podem ser adquiridos com esse recurso em todos os estados do Brasil.

Tabela Price

Na Tabela Price, o valor das prestações do crédito imobiliário se mantém constante ao longo de todo o período. No entanto, a composição das mesmas é diferentes, pois conforme os meses vão passando, os juros diminuem e a amortização aumenta na hora de compor o valor de cada parcela.

Valor venal

Valor Venal, normalmente, é levado em consideração pela prefeitura em situações envolvendo o valor a ser pago de IPTU ou o custo de uma desapropriação. Para chegar a um preço final são levados em consideração itens como localização, metragem do terreno, tipo de propriedade, dentre outros.

Sabendo o significado dos principais termos usados pelo setor imobiliário, fica muito mais fácil entender qual atende melhor suas necessidades. Portanto, acesse já o site do Meu Imóvel e confira diversos lançamentos residenciais em São Paulo e municípios próximos e feche um excelente negócio!

Copyright © 2017 blog.appmeuimovel.com é uma iniciativa do appmeuimovel.com