A população de idosos no Brasil cresce a cada dia e, neste ano, atingiu a marca de 30 milhões de pessoas — um crescimento de 18% nos últimos cinco anos, segundo pesquisa do IBGE. Por isso, muitas construtoras têm investido em apartamentos com itens de acessibilidade previstos pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Para você que está em busca de um condomínio para idosos confira as dicas preparadas pelo Meu Imóvel para escolher o mais adequado para as suas necessidades!  

Dicas para comprar um apartamento para a terceira idade

Ao escolher um condomínio para a terceira idade, é preciso se atentar a diversos fatores internos e externos, como localização, tamanho e acessibilidade. Hoje, os diversos novos condomínios possuem diferentes características justamente para atender a vários estilos de vida.

Conheça os principais pontos a serem analisados antes de você fechar negócio em algum dos apartamentos novos voltados a idosos no estado de São Paulo!

Dê preferência para apartamentos compactos

Apartamentos compactos podem ser uma boa opção para quem possui mais de 60 anos. Isso porque, conforme a idade vai avançando, muitas pessoas começam a sentir dificuldades ao fazer a manutenção e limpeza básica diária de todos os cômodos.

Diante dessa situação, mesmo o morador tendo contratado uma empregada doméstica ou faxineira, é preciso levar em conta a área total do apartamento pensando em mais praticidade. Hoje, existem diversos imóveis com até 60 m² que podem atender perfeitamente às necessidades dos idosos sem deixar de lado o conforto e comodidade.

Com metragens que variam entre 30 e 50 m², os apartamentos do tipo studio possuem todos os cômodos integrados em um único espaço sem delimitação de paredes. Neles, geralmente é adotado o modelo de cozinha americana e, ao decorá-los, muitos investem em móveis com dupla função.

Por outro lado, apartamentos do tipo padrão com metragem de até 60 m² e um dormitório também podem ser ideais aos idosos. Por terem todos os aposentos delimitados por paredes, esse tipo de imóvel é o mais fácil de ser encontrado e um dos mais procurados pelo público.

Escolha imóveis em andares baixos

Apartamentos no térreo ou situados nos três primeiros andares do edifício podem ser os mais adequados aos perfis da maioria dos idosos.

Mas, se um condomínio possui elevadores, qual o problema das pessoas mais velhas morarem em pisos mais altos? Simples! Caso ocorra uma queda de energia repentina no prédio, mesmo ele tendo gerador, muitas vezes será preciso subir as escadas de emergência até chegar na habitação.

Portanto, ao residir em andares mais baixos, esse problema será mais fácil de ser solucionado. Se optar por morar no térreo, será melhor ainda, pois não haverá nenhum “obstáculo” a ser enfrentado por pessoas com mobilidade reduzida e dificuldades de locomoção.

Verifique a acessibilidade do condomínio

Segundo a norma NBR 9050 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), deve haver “acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos”. Isso inclui a instalação de diversos equipamentos que garantem mais comodidade a todos os idosos tanto no condomínio, quanto dentro do imóvel.

Dentre os principais itens que um condomínio residencial para terceira idade precisa ter, podemos citar:

  • Portas com vãos maiores: isso permite a entrada e saída de cadeira de roda sem nenhum problema;
  • Instalação de pisos táteis e antiderrapantes: esses itens são indispensáveis para pessoas com algum tipo de deficiência visual. Além disso, em locais molhados, o cuidado deve ser redobrado;
  • Pisos nivelados: sabe aqueles pequenos degraus separando o revestimento de um cômodo e outro? Então, os mesmos não podem ter erros de nivelamento, pois pode acabar fazendo o idoso tropeçar e levar um tombo;
  • Barras de apoio: muito usadas em toaletes, as barras permitem com que o idoso consiga se segurar enquanto toma banho e faz outras atividades rotineiras,
  • Altura das tomadas: para evitar o uso de cadeiras para alcançar os interruptores de energia, uma dica é instalá-los em locais baixos. Assim, eles não precisarão fazer grandes esforços até alcançá-los.

O bairro onde o imóvel está situado tem muitas ladeiras?

A localização da moradia para idosos também deve ser analisada friamente para garantir mais mobilidade e facilidade de deslocamento a todos. Algumas regiões, por exemplo, são formadas por muitas ruas com ladeiras — dificultando o acesso às pessoas com mobilidade reduzida. Confira:

  • Condomínios para a terceira idade situados próximos a clínicas, postos de saúde e hospitais são muito recomendados. Como idosos, muitas vezes, precisam ter maiores cuidados com a saúde, é indispensável eles residirem nos arredores desses locais;
  • Apesar da maioria dos ônibus atuais possuírem elevados ou serem piso baixo, muitos bairros carecem de infraestrutura envolvendo transporte público. Por isso, antes de comprar um apartamento, verifique se o mesmo fica próximo a pontos de ônibus e estações de metrô,
  • Parques e demais ambientes que promovem um maior bem-estar aos idosos também precisam ser levados em consideração ao comprar um imóvel. Quanto mais ambientes de lazer houver nas proximidades do condomínio, melhor será para o idoso!

Encontre o condomínio para idosos que melhor atende suas necessidades no site do Meu Imóvel! Acesse já e confira diversas opções na cidade de São Paulo e demais municípios do estado!

Copyright © 2017 blog.appmeuimovel.com é uma iniciativa do appmeuimovel.com