Casa ou apartamento? Muitos brasileiros têm dúvida sobre qual propriedade irá atender melhor suas necessidades. Atualmente, a maioria das residências são construídas em empreendimentos, pois neles há mais segurança e privacidade.

Se você está em dúvida sobre qual tipo de imóvel escolher antes de fechar negócio, confira, neste post, algumas informações sobre casas e apartamentos. Além disso, descubra porque cada vez mais pessoas dão preferência por residirem em empreendimentos situados nas grandes cidades.

Qual é o mais seguro?

Morar em apartamento é mais seguro principalmente por ser equipado com portaria blindada e portões automáticos no estacionamento. Isso faz com que as chances de haver qualquer roubo ou furto nas dependências do prédio sejam praticamente nulas.

Muitas casas, mesmo tendo portões automatizados, podem apresentar alguns riscos aos moradores, principalmente de madrugada. Apesar de você não precisar sair do carro para acionar o portão, alguém pode entrar despercebido em sua residência.

Dependendo do condomínio, a área de lazer é totalmente equipada com câmeras que identificam quaisquer anormalidades em suas dependências. Geralmente, elas são monitoradas pela portaria e, diante disso, os funcionários do prédio conseguem ter mais facilidades em vigiar os espaços coletivos.  

Alguns apartamentos novos são entregues com fechaduras automatizadas abertas apenas quando o morador acioná-las. Nesse caso, o proprietário pode tanto digitar alguma senha, quanto cadastrar suas impressões digitais para mais segurança e controle de quem entra no imóvel.

IPTU: há diferença entre eles?

Cobrado todo início de ano, o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) é um dos principais tributos pagos por proprietários de imóveis. Mesmo algumas residências sendo isentas de acordo com o critério de cada prefeitura municipal, muitos brasileiros são obrigados a quitá-lo, seja à vista com desconto ou em prestações.

Dependendo da metragem do apartamento, o valor desse imposto pode ser relativamente menor em relação às casas. Por exemplo: na cidade de São Paulo, em 2018, apartamentos e casas com valor de mercado inferior a R$ 160 mil, são isentas desse imposto. Além disso, caso a propriedade seja avaliada entre R$ 160 mil e R$ 320 mil, é possível negociar um desconto no total a ser pago.

Como uma casa, muitas vezes, pode ter metragem maior e fatores que influenciam (localização, arredores, etc), o valor de IPTU tende a ser mais elevado. Portanto, antes de comprar um imóvel, pense bem e escolha morar em apartamentos!

Qual é o mais vantajoso?

Pelos motivos apresentados acima, pode-se concluir que, entre casa ou apartamento, o melhor é a segunda opção. Ao morar em empreendimentos, você terá mais opções de lazer, entretenimento, além de toda a comodidade e segurança proporcionada por esse tipo de construção.

Mesmo havendo a cobrança mensal do condomínio, os moradores de apartamentos saem no lucro quando o assunto é manutenção das áreas coletivas e obras emergenciais. Isso porque, na maioria das situações, o valor de todas as despesas envolvendo o empreendimento já está inclusa nesse pagamento.

Vantagens de morar em apartamentos

Conforme mencionado acima, morar em apartamento proporciona mais comodidade por conta de um total sistema de segurança instalado em suas dependências. Mas, se você pensa que as vantagens de residir nessas construção param por aí, está muito enganado! Existem diversos benefícios de comprar imóveis em condomínios fechados e obter mais conforto e bem-estar!

Quanto mais alto for o andar onde você irá morar, melhor será sua vista da cidade grande, principalmente à noite. Em casas, o máximo existente são assobradados cujo andar mais alto corresponde ao segundo pavimento de um edifício. Nesse ponto, as vantagens vão além e incluem também uma melhor ventilação e circulação do ar por conta da altitude.

Caso você tenha crianças, comprar apartamento é muito vantajoso por conta das opções de lazer oferecidas pelo condomínio. Geralmente, os novos empreendimentos são equipados com quadra recreativa, playground e salão de jogos voltados não só aos pequenos, como também aos adultos.

Quando o assunto é acessibilidade, todos os prédios de São Paulo com mais de três andares devem ter elevadores, rotas táteis, rampas e comunicação em braile. No caso de residências, a menos que elas sejam térreas, pessoas com deficiência e mobilidade reduzida podem sentir dificuldades ao encarar as escadas.

Se você está convencido de que um apartamento é o melhor lugar para se morar nas grandes cidades, chegou a hora de escolher aquele mais adequado ao seu estilo de vida. Por isso, acesse já o site do Meu Imóvel e conheça diversos lançamentos em diferentes regiões de São Paulo e municípios próximos!

Copyright © 2017 blog.appmeuimovel.com é uma iniciativa do appmeuimovel.com