Comumente ouvimos dos nossos pais e avós que o investimento imobiliário é um dos melhores que podemos fazer para garantir um acúmulo financeiro no futuro. Isso deve-se à estabilidade e segurança desse tipo de aplicação, além da oportunidade de construir um patrimônio lucrativo.

Mas como fazer esse tipo de investimento de maneira correta? Em qual tipo investir? Vale a pena fazer compra e venda de imóveis? Confira, a seguir, informações importantes para quem deseja iniciar esse tipo de negócio.

Imóvel próprio não é investimento

É comum as pessoas acreditarem que a compra da casa própria é um investimento. Na verdade, quando é para uso pessoal, é um custo. Investimento é tudo aquilo que rende um retorno financeiro.

Mesmo que haja a valorização de sua moradia e que, algum dia, ela seja vendida, o valor não será destinado a aplicações. Ele será usado para a compra de outro imóvel, muito provavelmente.

Terrenos

Quando falamos de investimentos imobiliários, dificilmente as pessoas pensam na compra de terrenos quando, na verdade, eles são grandes geradores de riquezas. Isso porque, geralmente, eles são disponibilizados em bairros novos, que estão em desenvolvimento.

investimento imobiliário

Comprar um terreno em uma área que ainda não está desenvolvida, ou então em bairros vizinhos àqueles que já estão completamente habitados e desenvolvidos, é um lucro praticamente garantido. Isso porque a região promete melhorias, como expansão de comércios e maior procura por quem está em busca de residências.

Muitas construtoras, inclusive, costumam procurar terrenos nessas regiões para a construção de seus condomínios. Por conta disso, eles podem pagar um valor bem acima do esperado pelo seu terreno. Outro ponto positivo desse investimento é o valor pago pelo imóvel, que é bem mais baixo do que uma casa já construída.

Apartamentos na planta

Essa pode ser a forma de investir em imóveis mais arriscada da lista, uma vez que depende muito mais de construtoras do que os donos das residências em si. Contudo, para quem pretende arriscar, pode se mostrar um lucrativo negócio.

Os apartamentos vendidos na planta costumam ser mais baratos, tendo de 20% a 30% a menos do valor após construído. Aqui, a venda acontece antes mesmo da entrega das chaves, uma vez que o imóvel valoriza ainda no início das obras.

É possível revendê-lo após um ou dois anos do início de sua construção. O lucro de apartamento para investimento, antes mesmo de sua entrega, acontece quando se faz uso da técnica que permite a multiplicação da rentabilidade pelo endividamento.

Construir para vender/alugar

Essa prática é uma mistura da compra de terreno e do aluguel, ou a venda de imóveis. Quando uma casa, pronta, é comprada, paga-se pelo custo de construção e a taxa de lucro. Esse valor pode se mostrar muito alto, no final das contas.

Ao comprar um terreno e construir, o lucro de venda é muito mais alto do que o custo do empreendimento. Além disso, é possível alugar por um tempo e utilizar a renda para a finalização dessa construção, ou então, iniciar outra.

O tempo de obras pode contribuir, ainda, para a valorização do imóvel. Não se esqueça, também, que o design do empreendimento chama muito a atenção de possíveis compradores, o que pode contribuir ainda mais para sua valorização.

Imóveis usados

investimento imobiliário

Quem está procurando imóvel para moradia dificilmente vai querer uma residência de segunda mão. Esse público acaba concluindo que a compra de uma casa que já teve um dono é sinônimo de gastos a mais com reformas e reparos.

Para os investidores, porém, é uma saída barata e simples. Por serem empreendimentos desprezados pela maioria das pessoas, há a oportunidade de eles serem vendidos por um valor mais baixo.

O dinheiro economizado na compra, é investido em reformas, deixando o imóvel muito mais atrativo aos olhos do público. Dessa forma, o investidor consegue vendê-lo por um valor mais alto e, assim, lucrar com a residência.

Aluguel

As opções de imóveis que podem ser alugados são enormes: salas comerciais, casas populares, flats, lojas, casas de veraneio e galpões. Para lucrar com essa opção, é necessário analisar cada tipo de negócio e qual está em alta atualmente.

Tenha em mente que investir em aluguel de imóveis te dará uma renda mensal, mas só durante o período em que tiver um inquilino. Portanto, esteja preparado para arcar com os gastos extras nos períodos de vacância.

Com essas informações, ficou mais fácil traçar estratégias para iniciar o investimento imobiliário, não é? Então, não deixe de conferir mais conteúdos como este, aqui, no blog do Meu Imóvel!